5 Dicas Matadoras para Aprender um Idioma Rápido

Olá! Tudo certo?

Quer saber como Aprender um Idioma rápido?

Então vem comigo!

Chamo-me Moema Edler, tenho 34 anos e sou cega desde nascença.

Em minha jornada, encontrei vários desafios, como problemas de acessibilidade com a informática, falta de recursos adequados em minha cidade – em especial durante minha infância – para o estímulo de uma pessoa deficiente visual e para que pessoas como eu pudessem estudar, trabalhar e prosperar, tendo um futuro digno como as demais.

Porém graças ao apoio de minha família, que buscou estes recursos na capital de meu estado, hoje, sou graduada em Letras e especialista em Ensino de Línguas estrangeiras com Ênfase em Inglês.

Sou coach de idiomas a 15 anos, sendo que comecei a dar aulas particulares de Inglês quando ainda não havia me formado, já que me encontrava em um nível avançado de conhecimento da língua. Além disso, atualmente estou lançando um curso online, o Inglês na Língua.

Hoje, com a feliz oportunidade oferecida por minha amiga Fernanda, o que me deixa bastante grata e honrada, venho aqui trazer uma novidade, na qual você vai se amarrar!

Quero lhe mostrar 5 dicas matadoras para que você se torne fluente em um segundo idioma, a fim de realizar seus sonhos e metas que o envolvam, como viajar para outro país, aprendendo de forma prazerosa e sem rodeios. Pronto para decolar?

Aprenda através dos sentidos com o Inglês na Língua!

Então, aperte o cinto!

Considerando-se a globalização e tendo também em vista a cada vez maior necessidade, ou mesmo desejo, de nos comunicarmos com povos de diferentes línguas e culturas, entendem-se fundamentais o aprendizado e a fluência em novos idiomas, para que se possa desempenhar com maior desenvoltura esta tarefa.

O input de uma ou mais novas línguas se faz necessário, não só em ambientes de trabalho, ou mesmo para o uso da informática (no caso da língua inglesa), mas em várias áreas de nosso dia-a-dia, sendo também prazeroso e contribuindo para que entendamos melhor o mundo em que vivemos.

Principalmente você que tem vontade de ir a outro país, tem inúmeros motivos para querer se tornar fluente em outro idioma, não é mesmo?

Além disso, o simples prazer de ouvir uma música e poder entendê-la, ver aquele filme que você gostaria e não precisar ler as legendas, ler livros que não estão em nosso idioma, buscando enriquecer sua cultura, ler aquele manual de instruções complicado de um aparelho novo que você comprou e não vê a hora de conseguir usar, dentre várias outras pequenas razões, corroboram ainda mais para que você aprenda de uma vez por todas.

Vale ressaltar que o aprendizado de uma segunda língua faz com que seu cérebro se torne mais aberto a aprender várias outras, inclusive através dela. Observa-se, igualmente, dia-a-dia, que obtêm muito mais chances e maior sucesso no mercado de trabalho aqueles que se tornaram fluentes em um segundo idioma.

Podemos citar o Inglês, segunda língua mais falada no mundo depois do Mandarim, como língua universal e que se faz presente em vários aspectos de nosso cotidiano.

No entanto, sabe-se grande vilão no caminho rumo ao conhecimento de uma nova língua, o chamado “bloqueio mental”, que gera a procrastinação. Muitas vezes, é causado por alguma crítica severa na escola a alguma performance não muito adequada, dentre outros fatores. E aí, você me pergunta:

“Qual o caminho para que possamos vencer este vilão e, finalmente, chegarmos à fluência em um idioma, sendo que não sabemos sequer por onde começar, e estudar em escolas tradicionais de línguas é um privilégio de poucos?”

Bem, temos o total conhecimento de que, além de realmente serem privilégio de poucos, devido aos altos custos das aulas e livros, as escolas tradicionais também prendem o aluno anos e anos de sua vida estudando uma língua, o que tem vistas apenas no lucro da escola e acaba por ser desmotivador.

Confira, neste post, 5 dicas matadoras para que você se torne fluente em um segundo idioma, aprendendo sem a prisão do horário fixo, no seu cantinho e de modo acelerado, a fim de lhe possibilitar brevemente a realização de todas aquelas suas metas que envolvem o entendimento e a comunicação neste!

1. Pareto é o Mestre!

Você deve estar bastante curioso sobre este primeiro tópico, não é? Pois lhe explicarei mais detalhadamente quem é Pareto e o princípio maravilhoso que trouxe para várias áreas do conhecimento, podendo ser aplicado como ferramenta de grande eficácia para aquisição do bilinguismo.

Vilfredo Pareto foi um grande cientista político, sociólogo e economista italiano, cuja família detinha o título de nobreza desde o início do século XVIII. Na época, defendia plenamente a democracia e o liberalismo.

Durante seus estudos e pesquisas, criou princípios como o de que 20% das ações geram 80% dos resultados. Por exemplo:

Em um time de futebol, são selecionados aqueles 20% dos jogadores que realmente contribuem para o sucesso de longo prazo do time.

Em uma loja, da mesma forma, são colocados mais a mão os 20% de produtos ou materiais que geram 80% do lucro, de acordo com a demanda.

Esta teoria pode ser facilmente aplicada ao aprendizado de idiomas, considerando-se que 20% das palavras são aquelas mais faladas e que geram para você 80% dos resultados na comunicação. Bons exemplos à questão são os verbos, substantivos próprios e comuns, conjunções, preposições e adjetivos (qualidades ou defeitos de algo ou alguém).

Seguindo-se este princípio, podemos procurar por estes vocábulos no segundo idioma e tentar uni-los, de modo a formar pequenas frases que possam fazer sentido. Quantas você conseguir! Note que ao aplicar mais e mais este método, poderá aumentar gradativamente para uma conexão entre suas frases, formar um pequeno texto no início e ir evoluindo com o tempo, até que possa mandar uma mensagem para aquele seu amigo através de alguma rede social. Não é maravilhoso?

Considero esta uma das melhores dicas para se começar o aprendizado, sem contar que é bastante fácil de se realizar através de uma pesquisa online, sem que você necessite da ajuda de um professor em tempo real.

2. Aprenda Ouvindo Música!

É isto mesmo! Já conheci ao menos 2 pessoas que adquiriram bom conhecimento da língua inglesa, também, por gostar de ouvir música. É simples:

Procure a letra de sua música favorita, aquela cuja melodia você adora, mas não entende o que ela diz, e seu parente ou amigo não tem paciência para fazer uma tradução para você, e tente observar e anotar alguns pontos, como as palavras que você conhece, e por elas, entenderá o contexto da música, as palavras que você não conhece ainda, sempre tentando pesquisar pelo significado logo após, aquelas que têm a escrita parecida com o Português, observando atentamente se o significado em nossa língua é ou não equivalente.

Depois, tente entender o todo, para que possa exercitar seu vocabulário. E por último, tente cantá-la para exercitar a pronúncia.

Desta forma, além do aprendizado, também virá o prazer por ele, de modo que o bloqueio mental comece a ser progressivamente vencido.

3. Aprender Também Combina com Cinema e Pipoca!

Tente assistir filmes, seriados ou documentários na língua, acompanhando-os primordialmente com a legenda, e com mais um pouco de tempo, experimente assistir os mesmos sem ela, para exercitar sua habilidade de escutar e entender, e assim, veja como se adapta às pronúncias de falantes nativos.

Importante lembrar de que não estou aqui para dizer que sou a dona da fórmula mágica, nem que você falará como um nativo apenas do dia para a noite. Tudo é um processo gradativo, mas o que eu quero dizer é que existem técnicas que, se aplicadas com responsabilidade e rigor, poderão cortar a curva de aprendizado para você, caso precise ou queira aprender em um período de tempo mais curto, comparado à educação tradicional.

4. Diálogo entre Mim e Eu Mesmo!

Parece estranho, não é? Mas tem fácil explicação.

A prática é a chave fundamental para você realmente fixar o conhecimento adquirido, correto?

Considerando-se o exposto, entende-se de extrema importância que você pratique falando consigo mesmo, nas chamadas horas mortas. Aquelas em que você está dirigindo seu carro, pegando seu ônibus para o trabalho, varrendo sua casa, olhando sua agenda para checar seus compromissos, dentre outras oportunidades que surgem quando você não está precisando se focar urgente naquele projeto que deve entregar com prazo, ou no trabalho que deve fazer para a faculdade, por exemplo.

Pense em sua rotina: o que está fazendo no momento e o que deve fazer alguns minutos depois, e em seguida, experimente pensar nestes mesmos tópicos no idioma que você está aprendendo.

Desta forma, busque formar frases nesta língua para dizer que sua agenda está cheia, ou que agora, você deve ligar para seu primo, e assim por diante.

Verá como o exercício desta prática possibilitará que fale em uma velocidade cada vez mais significativa esta segunda língua.

Toda vez em que não precisar estar focado em nada urgente, ponha esta dica em ação em sua casa, na rua, quando estiver sozinho, onde for mais confortável para você, e verifique que obterá resultados cada vez maiores!

5. Que Tal um Game e um Chat?

Sim! Agora que você já perpassou toda a barreira de bloqueio mental, por meio da aplicação das estratégias anteriores, você já terá mais coragem!

Portanto, procure sites e jogos online, onde esteja totalmente em contato com falantes nativos, cheque se em sua cidade, existe alguma organização que dê suporte a intercambistas que estejam ali com o objetivo de estudar e seja um voluntário nestas associações, interagindo com eles como você sabe que pode, tentando conhecer sua cultura, do que mais gostam, e perceberá o valor agregado para você e eles neste exercício.

Além de ganhar mais amigos, que poderá convidar a sair, bater uma bola, almoçar fora, você também se aprimorará no idioma, por experimentar o desafio e ser corrigido em caso de alguns erros de pronúncia ou gramática, que eventualmente, possa vir a cometer.
E aí? Será que você topa viajar nesta ideia?

O segredo é que você se descontraia e se entregue a esta aventura de maneira bastante confortável, quando se sentir motivado! Sem o medo de errar, que nos escraviza, sem se comparar a pessoas que já estão em um nível melhor, pois nos devemos comparar apenas a nós mesmos ontem e dar nosso melhor hoje, amanhã e sempre.

Se eu consegui, eu sei que você consegue! Então, se o desejo e/ou a necessidade estão batendo constantemente à sua porta, o que ainda está esperando?

Comece hoje mesmo e “Don’t worry, be happy”! = “Não se preocupe, seja feliz!”

 

Comentários

Leave a Reply

Translate »