Mudanças na Imigração para o Quebec em 2017 Prometem Agilidade

O Ministério de Imigração do Quebec realizou algumas Mudanças no processo de imigração para o Quebec em 2017 que prometem mais agilidade e foco na seleção dos candidatos com o perfil desejado.

 

Até 2016, o processo de seleção de imigrantes pelo Programa de Trabalhadores Qualificados do Quebec priorizou a política de primeiro a chegar, primeiro a ser servido.

Quem conseguisse aplicar antes, seria considerado para o processo. A partir de 2017, isso irá mudar.

Principais mudanças

A seleção dos chamados imigrantes econômicos – profissionais e trabalhadores qualificados para trabalhar em áreas em demanda no Quebec – será feita através de um banco de candidatos.

Esta seleção levará em conta as necessidades prioritárias do mercado de trabalho, de acordo com a nova lei 77, que entrará em vigor a partir de 2017. A lei 77 foi sancionada e  adotada no dia 6 de abril de 2016.

A principal mudança do projeto de lei é a declaração de interesse, que irá apresentar os candidatos à imigração. Serão então pré-selecionados aqueles cujo perfil melhor se adapte às necessidades do mercado de trabalho no Quebec.

Em seguida, os pré-selecionados serão convidados a apresentar sem delongas um pedido oficial imigração.

Este sistema, que não se baseia mais na ordem de processamento das candidaturas, já é usado na Nova Zelândia, Austrália e, mais recentemente, no Canadá.

O Projeto de lei 77 sobre a imigração, apresentado pelo governo Marois (ex-primeira ministra do Quebec), mas que não havia sido adotado até o momento, implementa esta nova forma de seleção.

O Ministério da Imigração acredita que a chegada ao Quebec de trabalhadores selecionados pelos bancos de candidatos pode se reduzir a um período de um ou dois anos após a sua seleção.

Um grande avanço se comparado aos atuais dois a seis anos.

Veja como os Guias de Imigração e Integração do Viva Quebec podem te ajudar em seu projeto de imigração

Além disso, o Projeto de Lei 77 facilita a obtenção de residência permanente para os trabalhadores temporários e estudantes estrangeiros.

Em 2014, quase um terço de trabalhadores qualificados foram selecionados a partir deste setor, proporção que é esperada a aumentar.

Outras inovações

O projeto de lei também prevê a criação de projetos-piloto para a imigração temporária. Esta modalidade visa preencher necessidades temporárias de mão de obra de uma região ou de um setor de atividades.

Até 400 trabalhadores por ano seriam recrutados. Outros projetos-piloto semelhantes também afetariam a imigração permanente, com um limite de 550 trabalhadores por ano.

Esta mudança segue a linha do processo federal Express Entry, que só deixa aplicar realmente aqueles que passam por uma pré-seleção através de um formulário.

Em teoria, o perfil das pessoas selecionadas ou rejeitadas não deveria mudar, visto que continuarão a ser selecionadas aquelas que correspondem ao perfil desejado.

O que sim irá mudar, é que aqueles que não tem chances de serem selecionados naquele momento, não poderão sequer aplicar, dando espaço para quem tem reais chances.

Com a aprovação do Projeto de Lei 77, juntamente com o novo processo de aplicação online, o MIDI espera agilizar em muito o tempo de processamento e espera dos candidatos a imigração.

Agora é esperar para ver se a prática será tão eficiente quanto a teoria parece ser.

Fonte: Le Devoir

Qual o seu plano para imigrar para o Quebec? Nos conte sobre isso nos comentários abaixo!

Quer nossa ajuda? Contrate uma sessão individual por Skype ou confira nossa série de Guias!

 

Comentários

19 Comments

Deixe uma resposta para Nina Cancelar resposta

Translate »