10 dicas para estudantes e imigrantes buscarem trabalho no Canadá

Seja você um estudante internacional ou um imigrante no Quebec ou alguma outra província do Canadá, o fato é que se inserir no mercado de trabalho de um novo país é um desafio a superar. Em especial, se você estiver mudando de carreira. É importante ter em mente que você precisará demonstrar seu valor, esforço e conhecimento para o mercado antes de conseguir aquele trabalho tão desejado.

Para te ajudar na contrução de sua nova carreira, preparamos 10 dicas importantíssimas para você ir se preparando desde já e arrasar na hora de construir seu caminho em direção ao tão sonhado trabalho no Canadá.

Então confere a seguir nossas 10 dicas para estudantes internacionais e imigrantes buscarem trabalho no Canadá:

1. Escolha o seu programa de estudos sabiamente

Um diploma por si só dificilmente irá garantir que você vai conseguir um emprego em seu campo de interesse. A menos que você possa demonstrar claramente a um recrutador que você possui os conhecimentos, competências e habilidades exigidas pela posição oferecida, você não vai ser contratado. Portanto, decidir qual o programa de estudos é certo para você exige um exame atento de qual seu objetivo de carreira, quais são as competências, experiências e conhecimentos esperados de alguém nesta área e quais são as necessidades do mercado de trabalho. Aliado a isso, há a escolha de cursos opcionais e trabalhos extra curriculares. Tudo isso proporcionado pelo programa de estudos escolhido.

2. Seja flexível ao considerar oportunidades de carreira

Os estudantes internacionais muitas vezes querem fazer uma transição de carreira ao integrar o mercado de trabalho canadense. Não ter experiência canadense substancial já é um desafio em si, acrescentando a dificuldade de fazer uma mudança de carreira ao mesmo tempo é um desafio ainda maior para a procura de emprego.

Portanto, é preferível demonstrar flexibilidade, analisando as diferentes oportunidades de trabalho, e pensar em seu plano de carreira como uma série de passos a serem dados.

É possível que o seu primeiro emprego não reflita perfeitamente a carreira que você tinha em mente, mas tente manter uma perspectiva de longo prazo sobre sua carreira, e tudo correrá bem.

Uma dica para você se preparar e facilitar uma mudança de carreira é: Primeiro, você deve encontrar uma maneira de preencher a lacuna (experiência-habilidades-educação) entre a sua carreira de antes e a nova.

Enquanto competências transferíveis (competências que são aplicáveis em vários campos de carreira, tais como habilidades de comunicação e liderança) são uma parte importante na mudança de carreira, muitas vezes é necessário ganhar experiência técnica/prática adicional antes que você possa ser contratado no emprego desejado em sua nova área de atuação.

3. Adquira «experiência canadense»

Querendo mudar de carreira ou não, adquirir experiência canadense será útil para se integrar o mercado de trabalho. Há muitas maneiras de adquirir experiência ao completar o seu programa de estudo: estágios, empregos a tempo parcial, empregos de verão, programas de voluntariado e atividades extracurriculares.

É uma ótima maneira de obter conhecimento em primeira mão dos setores de atividade específicos, desenvolver a sua rede de contatos em seu campo de interesse, e descobrir o tipo de experiência que os empregadores esperam dos candidatos. Qualquer oportunidade que você possa ter que demonstre a sua vontade de se adaptar ao mercado de trabalho local irá torná-lo um candidato mais competitivo e interessante para os empregadores.

4. Seja o «especialista» em questões de imigração

Não espere que os recrutadores saibam tudo no que diz respeito às leis e regulamentos que afetam seu status de emprego no Canadá. É de sua responsabilidade estar plenamente consciente dos requisitos de imigração e autorizações de trabalho necessárias. Quanto mais familiarizado você estiver, melhor você será bem sucedido em explicar seu status para um potencial empregador.

5. Melhore as suas competências linguísticas

O Canadá é um país bilíngüe. As suas duas línguas oficiais são o Inglês e Francês, com predomínio francês na província de Quebec. Como resultado, em muitas áreas do Quebec, será difícil encontrar emprego, a menos que você seja capaz de conversar em francês.

Em grandes cidades como Montreal e Quebec City, você até vai encontrar uma grande porcentagem da população bilíngüe. Quanto a outras províncias canadenses, o domínio do Inglês é um requisito fundamental. Se você é fluente em Inglês e não fala francês, você pode tomar cursos intensivos de francês ou considerar a procura de emprego nas grandes cidades canadenses, como Toronto, Calgary e Vancouver.

6. Compreenda e respeite as diferenças culturais

Desenvolver uma autoconsciência cultural é um componente essencial do seu processo de procura de trabalho. Para ser bem sucedido em sua busca por trabalho, você deve estar ciente dos possíveis valores em conflito entre a cultura do seu país de origem e a cultura canadense. Por exemplo, em algumas culturas, citar suas realizações e habilidades pode ser visto como pretensioso e individualista demais, se não for apresentado como parte de um esforço em grupo. No entanto, no Canadá, falar abertamente sobre suas realizações em uma entrevista de emprego é normal e recomendável. É geralmente o que os empregadores esperam porque é uma excelente maneira para que eles aprendam sobre as competências de um candidato.

7. Prepare-se para lidar com pré-conceitos equivocados

Alguns recrutadores podem ter a falsa impressão de que a contratação de um estudante internacional é complexo e demorado. Além disso, alguns recrutadores temem que estudantes internacionais possam acabar por querer voltar para seus países de origem. Portanto, eles podem estar relutantes em investir tempo e dinheiro no treinamento de novos contratados só para vê-los sair da empresa.

Os empregadores também podem considerar que os estudantes internacionais não têm experiência canadense, como se a sua experiência estrangeira não tivesse valor. Por isso é muito importante se preparar para enfrentar potenciais equívocos que um recrutador pode ter com relação a estas questões. Prepare seu discurso e converse abertamente sobre suas experiências passadas e intenções futuras.

8. Conheça as leis sobre discriminação e equidade de emprego

A Lei Canadense de Direitos Humanos proíbe a discriminação com base em 11 fundamentos, como por exemplo: raça, origem nacional ou étnica, idade, estado civil, situação familiar, etc. Ao contrário da prática comum em muitos países, os empregadores não esperariam encontrar em seu currículo quaisquer informações relativas a esses fundamentos tidos como discriminatórios.

Em outras palavras, no Canadá os empregadores devem julgar o seu currículo com base em suas habilidades e qualificações profissionais. Portanto, é preferível não incluir uma foto ou qualquer informação sobre a situação familiar, nacionalidade e idade em seu currículo canadense.

A Lei de Igualdade no Emprego exige que os empregadores adotem medidas proativas para melhorar as oportunidades de emprego de quatro grupos designados: mulheres, pessoas com deficiência, pessoas indígenas e minorias visíveis.

9. Use a rede como uma estratégia eficaz de procura de emprego

No Canadá, um grande número de oportunidades de trabalho nunca são anunciados em jornais ou na Internet. A fim de reduzir as despesas ou para avançar rapidamente, estes postos de trabalho encontram titulares adequados através de referências boca-a-boca.

Uma Pesquisa com Recrutadores Corporativos feita pelo Conselho de Admissão de Graduados em Administração em 2010 indica que 76% dos empregadores dependem de referências dos funcionários como uma estratégia de recrutamento.

Portanto, os candidatos que desejam maximizar sua busca de trabalho, além de responder a anúncios de emprego e se aproximar de empresas de recrutamento, devem aumentar a sua visibilidade no mercado de trabalho, desenvolvendo a sua rede de contatos pessoais.

Para ser bem sucedido em sua busca de trabalho, você precisa usar estratégias de busca múltipla de emprego e trabalho em rede é de longe uma das melhores maneiras de descobrir o “mercado de trabalho secreto”. Há muitas oportunidades para expandir sua rede, como tais:

  • Junte-se a uma associação profissional;
  • Faça trabalho voluntário;
  • Participe em atividades, tais como: dia de carreira, feiras de emprego, sessões de informação empresariais, conferências, visitas a empresas, coquetéis de rede, etc .;
  • Conecte-se com associações de estudantes e comissões;
  • Faça entrevistas informativas com os professores, ex-colegas de trabalho, fornecedores, clientes, alunos, etc .;
  • Faça parte de sites e grupos em redes sociais, tais como clubes universitários, grupos de turmas acadêmicas e LinkedIn.

10. Concentre-se no seu “valor agregado” e venda seu peixe com confiança

Como estudante internacional você oferece um conjunto único de conhecimentos, competências e habilidades. Venda seu peixe de uma forma que o seu «valor agregado esteja claro aos olhos do recrutador. Considere seus «pontos de venda exclusivos», tais como:

  • Competências multilingues;
  • Vantagem bi ou multi cultural;
  • Estudos recentes sobre a evolução da indústria em que trabalha no exterior;
  • Business Intelligence para ajudar os empregadores atuar em novos mercados;
  • Determinação, capacidade de adaptação e de trabalhar num ambiente multicultural
  • Além disso, certifique-se de destacar as habilidades transferíveis adquiridas em seu país que podem ser facilmente aplicadas ao trabalho que você está alvejando.

Estas foram nossas 10 dicas para estudantes internacionais e novos imigrantes buscarem trabalho no Canadá. E ai, o que você achou delas? Qual delas você vai aplicar primeiro?

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Escreve para a gente nos comentários!

Você pode também adquirir nossa série de Guias de Imigração e Integração ao Quebec, sobre imigração, habitação, integração e estilo de vida e um guia para seu projeto pessoal de imigração. 

Comentários

One Response

Leave a Reply

Translate »